Bem-vindo à Freguesia de Figueiredo

História da Freguesia

O primeiro documento escrito conhecido sobre esta freguesia é de 1113, onde D. Paio Mendes e sua esposa D. Gontina, doaram os seus bens em Figueiredo à Sé de Braga.

Próximo da freguesia, há vestígios da estrada romana que ligava Braga (Bracara Augusta) a Lisboa (Olissipo). A reforçar a hipótese desta ocupação, foi a descoberta em 1899 de uma talha de barro grosseiro, contendo moedas de cobre e prata, referentes a vários imperadores romanos.

A cerca de 7 Kms da sede do concelho, situada perto da margem esquerda do rio Este, um pouco abaixo do monte de Santa Marta (Falperra), a povoação remonta à pré-nacionalidade.

Teria sido Figueiredo uma das freguesias mais importantes da Veiga do Penso. O primeiro documento escrito conhecido é de D. Paio Mendes e sua esposa, D. Gontina Mendes, que em 1113 doavam bens que possuíam em Figueiredo à Sé de Braga. É através deste documento que se descobrem dados sobre a toponímia local, onde refere Paredes e Cossourado, de sentido arqueológico, referente a muros de fortificações desaparecidas, o que nos leva a supor que tenha havido ocupação (ou simples passagem) romana.